Soluções

A Seger Technology se propõe a oferecer um portfólio de soluções que se complementam, tornando fácil a Integração das soluções com o melhor desempenho final para o seu negócio. Nossa estratégia é não trabalhar com soluções concorrentes e sim complementares, para que você cliente, tenha certeza que vai encontrar na Seger Technology a especialização que precisa e o total apoio dos fornecedores.

Isto nos permite oferecer sempre a melhor proposta para você.

solutions

SAN ou Storage Area Netork, é uma solução para realizar a interconexão entre a unidades de armazenamento e os servidores. A sua funcionalidade baseia-se na tecnologia Fibre Channel que permite transferências atamente confiáveis entre o storage e os servidores.

Canalizando as transferências de dados, a SAN alivia a rede de dados e acelera consideràvelmente as operações de backups e faz diretamente a administração da armazenagem, retirando a carga desta gestão dos servidores.


TECNOLOGIA

SAN – Storage area network
Storage area network é uma rede de alto desempenho para interconexão de diferentes dispositivos de armazenamento de dados associados aos servidores em um ambiente com diversos usuários e aplicações.

FC – Fibre Channel
Fibre Channel é uma tecnologia para transmissão de dados entre dispositivos com taxas de até 16Gbps. FC é amplamente utilizado para conexão entre servidores e dispositivos de armazenamento de dados, devido a sua confiabilidade.

FCIP – Fibre Channel over IP
De forma análoga ao iSCSI, FCIP utiliza também o protocolo IP para encapsular as informações de FC entre os servidores e os dispositivos de armazenamento de dados.

FCoE – Fibre Channel over Ethernet
Encapsula o protocolo FC dentro do Ethernet. Permite a extensão de uma rede de armazenamento
com sua flexibilidade.

Oferecemos soluções completas em infra-estrutura de redes para que as informações da sua empresa possam ser transmitidas com o máximo de desempenho
e segurança.

Nossos fornecedores possuem produtos que atende os requisitos de mercado desde as pequenas empresas até os mais exigentes setores do mercado.


TECNOLOGIA

Switch
Switch realiza a comutação de quadros entre os dispositivos nele conectado, estes dispositivos podem ser estações de trabalho, servidores, impressoras, câmeras IPs entre outros. Oferecem recursos fundamentais às redes como alta densidade de portas, disponibilidade, detecção e prevenção de loops, autenticação entre outros.
Os switches operam em camada 2 mas em alguns casos podem incorporar funções de roteador.

LINK A LASER
FSO é uma tecnologia que transmite dados usando a luz laser modulada de forma semelhante às comunicações de fibra óptica, permitindo comunicação wireless de alta velocidade a uma taxa wire-speed. Além disso, o feixe laser é invisível e estreito torna um dos meios mais seguros de comunicação sem fio:
• Grande largura de Banda sem fio, o FSO provê altas taxas de dados similares as de fibra ópticas sem degradação de velocidade;
• Transmição sem fio mais segura através de feixe óptico estreito e invisível;
• Funcionamento livre de licenças de operação, o sistema RF é imune a interferência de freqüência de rádio ou saturação;
• Segurança, cumprem todas as normas de segurança, incluindo IEC60825-1 Classe 1M Standard;

Funcionalidades:
• Gerenciamento SNMP
• FUSION – porta para redundância Fail-backup sobre rádio RF
• Modelos com suporte a alimentação DC (24-60VDC) e AC (100-240V)
• Fonte de alimentação redundante opcional
• Alinhamento utilizando feedback visual e display indicador de potência recebida
• Rápida implantação
• Funcionamento livre de licença de operação
• Vedação: IP66
• Transmissão segura
• Eyes safety Class 1M
• Opera em ampla faixa de temperatura
• Baixo consumo

Roteador
Em uma rede de comutação de pacotes como a Internet, um roteador é um dispositivo que determina o próximo ponto da rede para onde um pacote deverá ser enviado quando os endereços de origem e o destino pertencem a redes distintas. O roteador sempre está conectado no mínimo a duas redes distintas e decide para onde se enviam cada pacote baseado no endereço de destino e em algoritmos de roteamento.
Ao longo do tempo, a complexidade das redes vem aumentando constantemente, há sempre a necessidade de evolução dos algoritmos de roteamento, alguns exemplos são RIP, OSPF, BGP, MPLS. Um roteador é muitas vezes incluído como parte de um switch de rede.

Balanceamento de trafego
Esta funcionalidade auxilia na distribuição dos serviços e das conexões entre diversos servidores e recursos de rede. É possível distribuir as conexões de diferentes formas, entre servidores, entre firewalls, entre links para ISPs ou redirecionar trafego baseado em camada 4. Com estes recursos pode-se aumentar a disponibilidade dos serviços oferecidos pela rede como aplicações que utilizam protocolos TCP ou UDP e conexões com provedores de acesso a Internet.

Wireless
Wireless é um termo utilizado para descrever redes de transmissão de dados nas quais ondas eletromagnéticas transportam sinais durante a totalidade ou parte do caminho da comunicação, estas redes são chamadas de redes sem fio ou redes wireless. Para acessar uma rede wireless é necessário conectar-se a um ponto de acesso que pode operar de forma independente ou em conjunto de um controlador central. Hoje as tecnologias de acesso oferecem conexões de até 300Mbps.

WDM – Wavelength-division multiplexing
WDM oferece uma solução atraente para aumentar a largura de banda em estruturas novas ou já existentes de fibra óptica, utilizando-se de um método de combinação de múltiplos sinais de laser em diversos comprimentos de ondas distintos para serem transmitidos juntos através de uma única fibra óptica.

CWDM – Coarse WDM
Em um típico sistema CWDM podem ser transmitidos até 18 comprimentos de onda diferentes de 1270nm até 1610nm com espaçamento de 20nm entre eles. Isso permite a utilização lasers com temperatura estável de baixo custo.

DWDM – Dense WDM
Usando DWDM é possível transmitir até 128 comprimentos de onda distintos com um espaçamento de 0,8nm dentro da faixa aproximada de 1525nm até 1610nm.

Out-of-Band Networking

Terminal Servers/Console
O Terminal Server/Console proporciona conectividade remota serial para roteadores, switches, servidores (Unix, Linux, Windows), sensores e uma grande variedade
de equipamentos.

Gerenciamento de Energia
Soluções de Gestão de Energia Inteligente para circuitos AC e DC, combina distribuição, controle remoto e gerenciamento do fornecimento de energia individualmente para cada tomada.

Sensor Networking
Sensor Networking oferece um método baseado em IP para controlar e automatizar as infra-estruturas físicas, incluindo temperatura, umidade, alarmes contra incêndio, e câmeras de segurança, bem como a entrada física, como por exemplo, portas e janelas.

A solução ofertada pela Seger Technology para backup está alinhada com as tecnologias mais avançadas e confiáveis disponíveis no seguimento de armazenamento SMB.

Atualmente o volume de dados dos clientes crescem exponencialmente à necessidade de armazenar e proteger os dados com soluções de armazenamento, através de políticas de backup bem dimensionadas e dispostas à escalabilidade e alta disponibilidade.


TECNOLOGIA

NAS – Network-attached storage
Network-attached storage é um sistema de armazenagem de dados conectado diretamente a uma rede local e associado a um endereço IP. Os protocolos utilizados pelo NAS são NFS e o CIFS/SMB.

iSCSI – Internet SCSI
iSCSI utiliza o protocolo IP para transportar os comandos SCSI desta forma pode-se utilizar a Infra-estrutura de redes IP para conectar servidores aos dispositivos de armazenamento de dados.

FC – Fibre Channel
Fibre Channel é uma tecnologia para transmissão de dados entre dispositivos com taxas de até 16Gbps. FC é amplamente utilizado para conexão entre servidores e dispositivos de armazenamento de dados, devido a sua confiabilidade.

SATA – Serial ATA
Permite a transmissão de dados de forma serial diferentemente do IDE (PATA).

SAS – Serial Attached SCSI
É uma tecnologia que faz uso dos mesmo comandos SCSI, porém de forma serial. Permite total compatibilidade com a tecnologia SATA.

SSD – Solid-state disk 
É uma tecnologia de armazenamento sem partes móveis. Todos os dados são acessados por circuitos integrados, aumentando significativamente a performance.

A Seger Technology – Divisão Enterprise, dispõe de soluções que complementam  e possibilitam uma completa infra estrutura de TI com os mais renomados fabricantes  do mercado, com produtos e serviços diferenciados e que junto com as demais linhas de produto da companhia, oferecem aos parceiros e mercado, o conceito de solução completa. São produtos desde controladoras, switches, controladoras HBA’s, cabos, SFP’s, e acessórios para interconexão destas soluções. Para ambiente SAN (Fibre Channel) ou mesmo convencional.


TECNOLOGIA

SAN – Storage Area Network:
Trata-se de uma rede de armazenamento projetada para integrar diversos dispositivos de armazenamento, desde servidores, soluções de backup, Storage. Dependendo da opção do protocolo, pode ser FC (Fibre Channel) ou mesmo ISCSI (Internet Small Computer System Interface). Os switches ou directors são os responsáveis pelo gerenciamento desta rede de armazenamento e podem ser adotadas diversas topologias ou arranjos de conexão. Trata-se de estrutura que oferece flexibilidade, escalabilidade e alto desempenho para aplicação nas mais diversas verticais do mercado.

FC – Fibre Channel:
Fibre Channel é a tecnologia para transmissão de dados em ambiente  de fibra ótica entre dispositivos adotando  taxas de transmissão de  até 10Gbps (breve maiores taxas de transferências serão oferecidas ao mercado). FC é amplamente utilizado para conexão entre servidores e dispositivos de armazenamento de dados, devido a sua flexibilidade, confiabilidade, performance e conectividade.

Switches e Directors:
São responsáveis pelo gerenciamento e pela base da conectividade de alto desempenho das soluções de armazenamento, com baixo TCO e rápido ROI.
Produtos onde o desempenho, escalabilidade e flexibilidade são características básicas destas soluções. Os switches são apresentados  em 8, 16, 24, 48, 64 portas, e possuem diversos recursos de gerenciamento e conectividade, conforme a necessidade da aplicação e em função da escalabilidade, atendem as principais necessidades de soluções intermediárias.
Quando são necessárias um numero de portas/escalabilidades maiores, são os chamados Directores (acima de 64/128 portas) e são destinados a atender aplicações e requerimentos mais críticos.

HBA – Host Bus Adapter:
Controladoras de fibra utilizadas para a integração de servidores, switches, directores, armazenamento e soluções de backup dentro de uma ambiente de rede de armazenamento SAN (Storage Area Network).
Disponiveis com em 1,2 ou 4 portas com taxa de transmissão de 4 ou 8Gb/s.

Infiniband:
O principal objetivo desta tecnologia é interligar servidores e dispositivos de armazenamento de dados localizados em curtas distância, servindo como um opção mais rápida se comparado as redes Ethernet. Permite a transferência de dados de até 40Gbp/s. Com controladoras HBA’s de 1 ou 2 portas e velocidades de até 40Gb/s.

Controladoras SATA/SAS/SCSI:
Controladoras utilizadas a conexão de dispositivos de armazenamento (disco, storage e backup) dentro dos padrões SATA (Serial ATA), SAS (Serial SCSI), SCSI (Small Computer System Interface). São as soluções mais genéricas e com as mais variadas apresentações de configurações (numero de portas, cache, barramento). Todavia apresentam taxa de transferência inferior as FC, chegando até a 6Gb/s. Quando houver necessidade de elevação dos níveis de segurança e/ou performance, faz-se uso de controladoras RAID, conforme o arranjo de discos adotado(0,1,3,5,6, 10, 50, etc) implementado.

Application Delivery Network (ADN)

Tecnologia que otimiza o fornecimento de aplicativos baseados em rede e de segurança, garantindo o desempenho e disponibilidade dos servidores, dispositivos de armazenamento de dados e outros recursos de rede e é normalmente administrado pelo administradores de sistemas e engenheiros

Switches de baixa latência com ferramentas avançadas para monitoramento e controle de ambientes de missão crítica para o mercado High Frequency Trading, HPC e TAP Aggregation.

high

As placas de rede – NIC (Network Interface Card) de alta disponibilidade para servidores.

Intelligent Real-Time Network Analysis – From 1 GbE to 40 GbE and Beyond

Através da parceria com a Napatech ofertamos placas para servidores de alta disponibilidade e performance. Adaptadore de 1 a 40 Gbps Ethernet destinados ao monitoramento e análise de redes.

Os adaptadores ofertados podem capturar, analisar e transmitir em tempo real, com perda zero de pacotes, não impondo o tamanho dos pacotes. Dispondo de uma ampla gama de opções, é possivel identificar o NIC que mais adequa-se à necessiade do serviço.

Monitorar – Analisar – Segurança – Gerenciar – Otimizar